JBS e seu ritmo de produção massacrante

Gisele Adão, dirigente do Sindicato de Trabalhadores da Alimentação de Criciúma e Região (SINTIACR) e vice-presidenta do Comitê Mundial LGBTI da UITA, analisa as consequências para os trabalhadores e trabalhadoras do ritmo frenético de trabalho nos frigoríficos da JBS, a maior produtora de proteína animal do mundo.

“É hora de reagir!”

Célio Elias, dirigente do Sindicato de Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação de Criciúma e Região convoca aos trabalhadores e as trabalhadoras da Seara/JBS a defenderem um ganho real nos salários e não apenas um reajuste pelo IPC.

“A opção Bolsonaro”

O prestigioso sociólogo Ricardo Antunes, analisa em duas etapas o cenário atual do Brasil. Como se chegou à eleição de Jair Bolsonaro e ao que ele chama uma tragédia cuja principal característica é a imprevisibilidade.